As 11 Dicas para tirar partido dos seus arranjos de costura/roupa

A não ser que você seja aquele tipo de pessoa que tudo o que compra não precisa de qualquer tipo de ajuste ou arranjo de roupa, o mais provável, é que, a determinada altura tenha que visitar uma loja de costura e tratar de dar aquele toque especial à sua roupa para que fique impecável.

Ora nós somos os especialistas na matéria e achámos que dar-lhe algumas dicas podem ajudar no processo.  Siga-as aqui e partilhe com os seus amigos.

  1. É possível ajustar a sua roupa muitas vezes de formas que não imaginaria possível. De qualquer forma, não arrisque demasiado em comprar aquela peça que estava em super-promoção e era 4 números acima do seu. É bem possível que ao cortar e recortar a peça uma vez arranjada já não se pareça em nada com aquilo que tinha pretendido no início. Somos uns artistas, mas não fazemos milagres.
  2. Quanto maior o ajuste mais intensivo será o trabalho da sua costureira na Dedalmania. Ainda que tenhamos preços perfeitamente tabelados, é normal que um trabalho que saia dos parâmetros normais lhe possa sair mais caro do que pensava.
  3. Seguindo a lógica do ponto anterior: É sempre melhor comprar algo que lhe fique um bocado grande que algo que lhe fique um bocado pequeno. O primeiro em geral tem solução, o último depende…
  4. Cuidado com as compras online. Tenha a certeza dos tamanhos que encomenda. A maior parte das lojas online providenciam bastante informação e é importante pelo que dissemos atrás.
  5. Há arranjos ou quasi-confecções cujos preços não são tabelados. Se quiser fazer aquele vestido de noite especial, aquele saco para a estação estival que se aproxima, ou mesmo o seu vestido de noiva, sugerimos que nos consulte e dar-lhe-emos com todo o gosto o nosso orçamento. O orçamento vai depender do tempo calculado estimado para fazer o trabalho, as marcações e as provas de que o vestido carecer. Normalmente o tecido, por uma questão de gosto pessoal será comprado por si.
  6. Se tem várias peças para arranjar, fale com a sua costureira e marque um dia e hora para nos visitar. Vamos querer dedicar-lhe toda a atenção e não queremos que esteja à espera sem necessidade.
  7. Há alturas na vida em que visitamos mais as lojas de arranjos de roupa. Quando encontrámos a dieta perfeita e emagrecemos, quando o contrário acontece, quando ficamos grávidas e tantas outras. Prepare com antecedência esses momentos na Dedalmania.
  8. Faça as marcações da sua roupa utilizando os acessórios com os quais a pretende utilizar. Aquele vestido de noite fantástico com os sapatos lindos de morrer. Não marque o fato com ténis se o vai usar com aqueles sapatos de couro que acabou de comprar. O mesmo se aplica a malas, colares ou outros.
  9. Por vezes as nossas costureiras e alfaiates podem aconselhar contra alguns arranjos de roupa. Pode perfeitamente perguntar-lhes porquê mas lembre-se que são profissionais que lidam com centenas e milhares de peças por ano. Aquilo que às vezes parece fazível não o é. É nossa obrigação ser transparentes e honestos consigo.
  10. O barato sai caro, já diziam as nossas mães. Na costura é também uma realidade. Não entregue a sua roupa a um profissional em que não confie. Quase todos os dias recebemos nas nossas lojas peças que provêm de outros sítios, supostamente low-cost, em que já não há salvação possível. Para quê arriscar?
  11. Tenha muito cuidado com tecidos como o veludo e as sedas. São muito sensíveis. Sobretudo se quer alargar a sua roupa. O mais provável é que os pontos originais se vejam uma vez alargada a peça.